• 29ª Baja Portalegre 500


    22 a 24 de Outubro de 2015
  • Baja TT Idanha-a-Nova


    11 e 12 de Setembro de 2015
  • Baja TT Proença / Mação / Oleiros


    20 e 21 de Junho de 2015
  • Baja Cidade Europeia do Desporto


    30 e 21 de Maio de 2015
  • Rali TT Vinhos Carmim


    1 e 2 de Maio de 2015
  • Baja TT Rota do Douro


    27 e 28 de Março

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Bruno Oliveira com Termas da Ferraria na jornada russa da Taça do Mundo

Bruno Oliveira, piloto apoiado pelas Termas da Ferraria, vai disputar a Baja Northern Forest, jornada de abertura da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno que se disputa na Rússia de 16 a 19 de fevereiro. É uma nova aposta internacional de um piloto que já anteriormente teve excelentes desempenhos no Africa Eco Race e na Baja da Hungria.

 A dupla Bruno Oliveira / Paulo Marques vai disputar a prova russa aos comandos de uma Nissan Navara, inscrita na Categoria T2 onde irá defrontar um leque muito variado de máquinas e pilotos de diversas nacionalidades. A equipa saiu de Portugal no passado dia 7 de Fevereiro levando para a Rússia, através de toda a Europa, um camião pilotado pelo próprio Bruno Oliveira e também por Miguel Ferreira e onde foi transportada a viatura de competição. Dois dias mais tarde partiu uma viatura de todo-o-terreno que será utilizada na assistência. Pela frente tiveram 4800 quilómetros de estrada mais uma ligação marítima entre a Alemanha e a Finlândia. A Baja Northern Forest tem base em Sortavala a norte de Saint-Petersburgo e muito próximo da fronteira entre a Rússia e a Finlândia. 

Para Bruno Oliveira “esta participação já estava pensada há vários anos e insere-se num quadro desportivo de participar em provas diferentes divulgando o nome dos Açores como destino turístico aquém e além-fronteiras e, em particular, promovendo o lugar das Termas da Ferraria, em S. Miguel, como espaço de excelência no âmbito da saúde e bem-estar. Como objetivo desportivo pretendemos lutar por um lugar no pódio da categoria T2”.

 A Baja Northern Forest começa a 16 de fevereiro com a disputa do prólogo e terá mais quatro setores seletivos distribuídos pelas duas etapas de 17 e 18 de fevereiro. De registar a presença de Nasser Al Attiyah, o atual campeão do mundo e das equipas oficiais da Toyota e da Mini.

AL-ATTIYAH AND BAUMEL OPEN THE DEFENCE OF OVERDRIVE RACING’S FIA WORLD CUP TITLE AT BAJA RUSSIA


· Poland’s Domzala looks to win in Russia for second successive year 

 · Defending FIA T2 World Champion Yasir Saiedan switches to a Toyota Hilux

 Monday, February 12: Overdrive Racing will run three Toyota Hiluxes at the Baja Russia Northern Forest Rally, the opening round of the 2018 FIA World Cup for Cross-Country Rallies, and each of the three drivers have very different objectives at the only snow and ice round of the series. The event takes place on February 16-18.

 Qatar’s Nasser Saleh Al-Attiyah clinched his fourth FIA World Cup title in Morocco last October before going on to finish second in the recent Dakar Rally. The Moroccan success was the second successive series triumph for Overdrive Racing and Toyota and came after Al-Attiyah and French navigator Matthieu Baumel won seven of the 11 rounds of the championship.

 After driving the very latest specification Toyota Gazoo Racing South Africa Team Hilux in South America last month, Al-Attiyah reverts to a 2017-specification Toyota for his challenge for honours in the snowy wastelands of Karelia in north-western Russia this weekend.

 He will be aiming to win the FIA World Cup for a fifth time and give Overdrive Racing a hat-trick of series titles with a car entered under a new Tamim Al-Majid Team banner. The Qatari will also be hoping to win this event for the first time.

 Poland’s Aron Domzala and navigator Szymon Gospodarczyk claimed their one and only FIA World Cup win at the Russian event last February with Overdrive Racing. Domzala endured mixed fortunes for the rest of his campaign, after leading the series outright heading to the Abu Dhabi Desert Challenge in April.

 He went on to finish third in the Drivers’ Championship behind Al-Attiyah and Polish rival Jakub Przygonski and will be aiming to move up at least one step on the podium in 2018. Maciej Marton navigated for Domzala for much of 2017 and he returns to action in Karelia.

The talented Saudi Arabian driver Yasir Saiedan crews the third Overdrive Racing Toyota Hilux. He joins the team for the first time after being crowned the FIA T2 World Champion with his privately-run Toyota Land Cruiser in 2017.

Saiedan was the runaway winner of the prestigious category for series production cross-country vehicles last year, but the powerful V8-engined Hilux marks a major step up in performance for him and Russian navigator Alexei Kuzmich.

 Overdrive Racing’s CEO Jean-Marc Fortin said: “It’s always exciting to start a new FIA World Cup campaign and this event comes just three weeks or so after our successful Dakar Rally, where Toyotas filled two places on the podium and we also had two customer cars inside the top 10. 

“We’ve made a strong start to the season and we need to keep that momentum going in Russia, where we will see a massive change in weather conditions from the 35-plus degrees we faced on many days in Dakar to temperatures that could be as low as -20°C on the stages in Karelia.”

The start of this year’s event will take place in the Ruskeala Mountain Park, located on the highway linking Russia with Finland. Pre-Baja formalities will be held in the small town of Sortavala and precede the 17km Prologue stage on Friday (February 16).

Crews will then face two days of competition (Saturday and Sunday, February 17-18) and four selective sections on snowy trails and forest tracks in the Suojarvi and Sortvala districts of the Republic of Karelia. The ceremonial finish will take place in the village of Vyartsilya on Sunday afternoon.

QMMF GETS READY TO HOST LEADING FIA AND FIM COMPETITORS AT APRIL’S QATAR CROSS-COUNTRY RALLY


· Entries open for Qatar’s FIA and FIM World Championship on Thursday 

 · Organisers announce new ceremonial start in Doha on Tuesday, April 17

 Officials at the Qatar Motor and Motorcycle Federation (QMMF) have announced initial plans for this year’s Qatar Cross-Country Rally (QCCR), round four of the FIA Cross-Country Rally World Cup and round two of the FIM Cross-Country Rallies World Championship. The event takes place over five stages on April 17-22.

The QCCR will run over a short super special stage and four gruelling selective sections through the Qatar deserts for a second successive season, although the loss of one day in the desert is more than replaced by the demands of the event’s renowned navigation and punishing road book.

“The QCCR is one of very few events where the motorcycles, quads and cars tackle the same route,” said Abdulrahman Al-Mannai, QMMF President and Chairman of the organising committee. “This year we will have five days of racing over a challenging new route of around 1,395km. The event has a reputation as being one of the most difficult in the calendar and a real test of navigation for the riders and co-drivers.” 

Rally headquarters and the media centre will be based at the Losail international circuit for a third year and there will be a new ceremonial start in Doha from 20.00hrs on Tuesday, April 17.

After the pre-event press conference and the drivers’ briefing, competitors will tackle a super special stage of 4.5km at Losail from 16.15hrs on Wednesday, April 18.

The first of four selective sections through the desert gets underway on April 19 and is followed by three further sections on April 20, April 21 and April 22 - each of around 350km. In a total route of 1,970.65km, 1,395.24km will be against the clock.

Khalid Al-Remaihi and Sultan Zaher Al-Muraikhi are senior members of the organising committee, while Portugal’s Pedro Almeida and Erick Nevels work as Clerks of the Course for the respective FIA and FIM events, with Rashed Al-Sulaiti acting as Almeida’s deputy and Frenchman Franck Vayssié taking the role of Event Manager for a second year.

Qatar’s premier cross-country event developed from the Qatar International Baja that ran as a candidate rally in 2011 and was won by Qatar’s Nasser Saleh Al-Attiyah at the wheel of a SAM Mercedes 35CC. Australia’s Justin Taylor and local rider Adel Hussein won the motorcycle and quad categories.

This will be the seventh event of its kind in both the FIA and FIM series’. Al-Attiyah claimed further wins in 2012, 2014, 2015, 2016 and 2017 in Toyotas and Minis, while two-time Dakar winner and Africa Eco Race organiser Jean-Louis Schlesser was victorious in 2013.

Five-time Dakar winner Marc Coma now works as the Dakar’s Sporting Director and the Spaniard dominated the motorcycle category with his KTM in 2012, 2013 and 2015, with Honda’s Joan-Barreda Bort winning in 2014 and 2017 Dakar winner Sam Sunderland claiming wins in Qatar for the last two years.

Poland’s Rafal Sonik won the quad event on a Honda TRX 700 in 2012, 2013, 2015 and 2017. Qatar’s Mohammed Abu Issa was victorious in 2014 and Chile’s Ignacio Casale claimed the win in 2016.

Entries open on Thursday (February 15) and the closing date at reduced rates will be Thursday, March 15, with the final cut-off planned for Thursday, April 5.

The QMMF will provide complimentary accommodation for GCC participants in Doha on April 16-18 and to all competitors on April 17-18. Visas for competitors will be included in entry fees.

domingo, 11 de fevereiro de 2018

11ª EDIÇÃO DISPUTA-SE NAS SEIS BAJAS DO NACIONAL DE TT

Ultimam-se os preparativos para aquela que será a 11ª temporada do Desafio Total/Mazda, numa entrada na segunda década que se inicia com uma novidade de monta: serão seis as provas e todas do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2018. O anúncio oficial foi feito no evento realizado hoje, dia 8 de Fevereiro, na Fábrica de Braço de Prata, na zona oriental Lisboa, palco onde também se fez o balanço da temporada finda e se entregaram os troféus aos seus vencedores e demais participantes. 

Iniciativa única no panorama do todo-o-terreno nacional, o Desafio Total Mazda proporcionou, ao longo dos seus primeiros 10 anos de vida, um crescente grau de competitividade e interessantes lutas no seio do seu pelotão e até, por diversas vezes, na luta pelos melhores lugares à geral. Mas, se até aqui o alinhamento do calendário se dividia entre algumas das provas do Nacional de TT e o encerramento se fez invariavelmente nas 24 Horas Vila de Fronteira, desta feita a aposta da organização irá recair na totalidade das 6 bajas que compõem o campeonato de 2018, organizado pela FPAK - Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

“Mantendo-se como iniciativa sem paralelo no panorama do todo-o-terreno nacional, o Desafio Total Mazda tem proporcionando, ao longo dos anos, um crescente grau de competitividade e interessantes lutas no seio do seu pelotão e até, por diversas vezes, em termos de geral das provas que integra”, refere José Santos, responsável da Mazda Motor de Portugal por esta competição. “Cumprida que está a primeira década, decidimos redefinir a sua estrutura, passando este ano a abranger as 6 provas do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. Naturalmente que isso significa abdicar de Fronteira, prova por quem continuaremos a ter um grande carinho, aproveitando, por isso, para agradecer a todos os elementos, da organização e fora dela, por todo o apoio que nos deram ao longo destes 10 anos,” acrescenta.

 Percorrendo parte significativa do território continental, o Desafio Total/Mazda 2018 iniciar-se-á, assim, na envolvente de Castelo Branco, em meados de Março, com a Baja TT do Pinhal, rumando-se um mês depois ao Algarve, para a Baja TT de Loulé. A primeira visita ao Alentejo far-se-á na Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal, a que se segue uma viagem para norte, para a Baja TT GAS, a disputar na região de Gondomar. Após o interregno de Verão, a temporada prossegue na Baja TT de Idanha-a-Nova, desenhada na região com o mesmo nome, alcançando-se – pelo menos assim se espera – a hora de todas as decisões na 32ª Baja Portalegre 500, evento histórico que se disputa no último fim-de-semana de Outubro, nos conhecidos estradões e montes do interior alentejano. 

Acrescente-se a manutenção do alto patrocínio da Total e das parcerias com a EuropAssistance e a Avivar, numa iniciativa que continua a promover a disciplina do todo-o-terreno em solo nacional, para a qual o Desafio tem contribuído de forma indelével ao longo da última década.

  Regulamento já aprovado pela FPAK 

Integrada num Regulamento já aprovado pela FPAK, a nova estrutura do Desafio Total/Mazda 2018 irá permitir que, pela primeira vez na sua história, Pilotos e Navegadores contem com o mesmo número de provas pontuáveis. Tendo que estar inscritos no Desafio e participar num mínimo de 4 das 6 provas para poderem lutar e reclamar os respectivos títulos, terão pela frente o seguinte Calendário:

Baja TT do Pinhal Escuderia Castelo Branco
Baja TT de Loulé Clube Automóvel do Algarve
Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal S. A. Reguenguense
Baja TT GAS Gondomar Automóvel Sport
Baja TT de Idanha-a-Nova Escuderia Castelo Branco
Baja TT Portalegre 500 ACP Motorsport

 Aos comandos dos Mazda Proto, dotados de um kit de carroçaria que lhes dá a silhueta do SUV Mazda CX-5, os inscritos irão lutar pelas melhores Pontuações atribuídas ao top 10 de cada Baja TT. Serão, respectivamente, 25, 18 e 15 pontos para os Pilotos e Navegadores que ocuparem os lugares do pódio no final de cada uma das 6 jornadas, sendo distribuídos aos restantes 12, 10, 8, 6, 4, 2 e 1 pontos, pela sua ordem de classificação. Como Pontuações Extra será atribuído 1 ponto à dupla mais rápida em cada Prólogo e também 1 ponto às duplas que estabelecerem os melhores tempos em cada uma das diferentes Especiais (SS) que vierem a compor as estruturas das diferentes provas do calendário 2018.

 Para 2018, o Pacote de Prémios mantém-se inalterado, distribuindo-se um total de 53.500 euros pelos Pilotos. Serão 6.000 euros em jogo em cada Baja TT, com 1.500 euros para o vencedor, 1.250 para o 2º classificado e 1.000 para o 3º, dividindo-se o restante montante até ao 8º classificado. No final do Desafio 2018, os cinco mais pontuados têm acesso a um pecúlio adicional: o ‘Campeão’ recebe um cheque de 6.500 euros, o 2º classificado outro de 5.000 euros e o 3º um de 3.000 euros. Os 4º e 5º do ranking fibal recebem 1.750 e 1.250 euros, respectivamente.

 Para além das taças entregues a todos os pilotos e navegadores classificados, por prova e no evento de consagração, a organização mantém a atribuição dos denominados “Prémios Prestigio”, que premeiam o “Melhor Concessionário Mazda” e o “Melhor Preparador”, ambos inerentes à equipa que vier a sagrar-se vencedora.

  Pedro Dias da Silva e José Janela, os ‘Campeões’ de 2017 

Foi, uma vez mais, na Fábrica de Braço de Prata que a organização do Desafio Total/Mazda realizou a cerimónia de entrega de prémios da temporada de 2017, tendo ali consagrando a dupla Pedro Dias da Silva/José Janela. Vencedora conjunta de três das cinco provas do ano passado – as bajas TT Capital dos Vinhos, Pinhal e Portalegre 500 – e com o piloto a somar, também, os pontos da vitória nas 24 Horas de Fronteira, ambos sucederam, assim, a Etelvino Carvalho/João Penedo, na galeria dos ‘Campeões’ do Desafio.

 Foi um ano bastante animado nas lutas pelos lugares da frente, por onde passaram muitas das duplas que, aos comandos dos Mazda Proto com visual CX-5, disputaram a temporada 2017 do Desafio, havendo que destacar a dupla Bruno Rodrigues/Ricardo Claro, tendo alcançado a sua primeira vitória na Baja TT Idanha-a-Nova e que lhes permitiu terminarem o ano nos lugares do pódio do Desafio. Houve também atribulações, decorrentes da extrema dureza de algumas provas, e que impediram que alguns resultados que se vislumbravam se pudessem consolidar no seu final, deitando por terra as contas e as esperanças dos diferentes candidatos aos títulos.

 Adicionalmente, a organização atribuiu os “Prémios Prestígio”, sendo o troféu de “Melhor Preparador” sido entregue à PRK Sport, responsáveis pela preparação do Mazda Proto da dupla vencedora, e o de “Melhor Concessionário Mazda” entregue à gerência da Julião & Filhos, que ao longo do ano apoiou os agora ‘Campeões’.

 Relativamente à nova temporada do Desafio Total/Mazda, José Santos, responsável da Mazda Motor de Portugal pela competição, sublinha que: “com enorme agrado que a Mazda e a Total voltam a dar corpo a esta competição que já criou raízes no panorama do TT Nacional. Veremos o que ano de 2018 nos reserva, decorrente das mudanças que operámos e que, acreditamos, irão incrementar a animação em torno desta nossa competição.” 

  Classificações Finais do Desafio Total/Mazda 2017 

Pilotos: 1º Pedro Dias da Silva, 127 pontos (Campeão); 2º Pedro Salgueiro, 60; 3º Bruno Rodrigues, 56; 4ºs Nuno Tordo, Bruno Oliveira e Francisco Gil, 18; 7º Floriano Roxo, 10.

Navegadores: 1º José Janela, 87 pontos (Campeão); 2º Ricardo Claro, 56; 3º Luís Ribeiro, 24; 4ºs António Serrão, Paulo Marques e Filipe Rasteiro, 18; 6º Nuno Roxo, 10.

Elisabete inaugura exposição de fotografias em Faro

A piloto Elisabete Jacinto inaugurou hoje no Forum Algarve a exposição de fotos intitulada “Elisabete Jacinto: Momentos em competição” a qual estará patente na Praça Coberta do centro comercial de Faro até ao próximo dia 13 de fevereiro.

 Elisabete Jacinto é uma conceituada desportista portuguesa e durante a sua presença nas mais diversas competições internacionais de todo-o-terreno vai acumulando imagens fantásticas. Algumas dessas fotografias inéditas vão ser agora partilhadas com o público.

 Esta mostra, composta por um conjunto de 28 fotografias da autoria do fotógrafo Jorge Cunha, tem como principal objectivo partilhar as vivências da equipa nas mais recentes provas realizadas mostrando o quotidiano de todos os que se aventuram neste género de competições. Desta forma, os visitantes são “transportados” para o dia a dia dos ralis e ficam a conhecer os pormenores que estão por detrás das corridas os quais, em raras ocasiões, passam para o público em geral.

 Nesta exposição, Elisabete Jacinto consegue partilhar, de uma forma privilegiada, os bons e maus momentos das competições: “Uma das características destes ralis é o facto de estarmos quase sempre sós no deserto, preparados para todo e qualquer imprevisto bastando-nos a nós próprios. Por essa razão, cada rali é único. Contudo, há situações, emoções, ambições... que são comuns a todos. Aí o fotografo está quase sempre presente e esses são os momentos que podemos partilhar... é por isso que as fotos são tão importante para nós”, explicou a piloto.

 No âmbito desta ação serão ainda realizadas - nos dias 10, 11 e 13 de fevereiro das 17h00 às 18h30 - várias sessões de autógrafos com a piloto portuguesa. O MAN TGS de competição da equipa estará em exposição na Praça Central do centro comercial Forum Algarve.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Sebastian Bühler vence no Nacional de Enduro

Vice-campeão TT domina na resistência 

Vice-campeão nacional absoluto de Todo-o-Terreno, Sebastian Bühler já iniciou a temporada desportiva 2018 tendo conseguido neste mês de janeiro duas interessantes vitórias. A vitória mais recente foi na prova de estreia do Nacional de Enduro, disputada ontem em Vila Nova de Stº André e onde o jovem piloto da Yamaha e do Bühler Racing Team venceu a categoria Open, sendo ainda o sexto da classificação geral.

 O trilho de 50 quilómetros de extensão, essencialmente de areia que englobava as três especiais cronometradas e que foi percorrido por três vezes e meia pelas classes maiores (Elite e Open), foi favorável ao piloto. A vantagem que conseguiu alcançar nas especiais Enduro Test e a Cross Test foi suficiente para poder gerir o tempo na Extreme Test.

  “A prova iniciou-se pelas 10h00 e terminou pelas 17h00. Foi ótimo poder andar praticamente um dia inteiro em cima da mota. Para além disso, comecei o dia da melhor maneira. Senti-me muito à vontade no percurso de areia das Cross Test e Enduro Test com o qual me identifico muito. A minha Yamaha WR 450F mostrou-se ótima neste tipo de provas. A especial de Extreme é muito ao jeito do enduro e, por isso, a vantagem face aos meus mais diretos adversários não foi tão significativa em relação às restantes especiais. De qualquer modo, penso ter conseguido gerir muito bem os tempos e a vantagem que conquistei nas especiais de areia e que me permitiu alcançar este resultado. Fiquei muito satisfeito”, referiu Sebastian Bühler no final da corrida.

 De salientar que Sebastian Bühler venceu, já este ano, a terceira etapa do Troféu X-Trophy de Resistência que se disputou em Ponte de Sor. Com esta vitória soma já o terceiro triunfo consecutivo neste Troféu que se iniciou em novembro 2017. A duas provas do final está bem posicionado para a conquista do título 2017/2018.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

ESTÃO DEFINIDOS OS TRAÇOS GERAIS DA BAJA DE LOULÉ 2018 VAI PARA A ESTRADA A 07 E 08 DE ABRIL

A segunda prova dos Campeonatos Nacionais de Todo-o-Terreno vai partir de Almancil 

A prova algarvia dos campeonatos nacionais de todo-o-terreno conhece uma alteração de monta em relação ao esquema apresentado nos últimos anos, com a mudança do centro da Prova de Loulé para Almancil, aproveitando as excelentes condições que esta vila oferece.

 A competição terá como epicentro o Jardim das Comunidades onde funcionará o Parque Fechado, Pódio, Secretariado, Verificações e todo o Centro Operacional do evento. O Parque de Assistência e Paddock terão lugar no parque de feiras anexo, que para além de asfaltado e vedado na sua totalidade, dispõe ainda de WC, iluminação e segurança plenamente adequados para a ocasião.

 No plano desportivo a prova foi pensada para simplificar e minimizar as dificuldades que os participantes encontram nas provas de TT. Em termos competitivos a Baja de Loulé começa no sábado, 7 de Abril, com prólogo de 5,2 Km a que se segue o primeiro Sector Selectivo (SS) com cerca de 83,4 Km. No dia seguinte a serra do Caldeirão irá conhecer um segundo Sector Selectivo com 76,28 Km para as motos e SSV's e 81,6 Km para os automóveis. Esta última distância será percorrida por motos e quadriciclos no seu terceiro SS, enquanto que os automóveis partirão para um percurso com 142,15 Km de distância.

 O parque de assistência dos autos, que o público pode visitar, estará localizado durante toda a prova em Almancil com os SSV’s, motos e quads a não terem assistência durantes os Sectores Selectivos, existindo espaços definidos para reabastecimento antes da partida de cada um dos SS e entre o 2º e 3º SS terão uma zona de assistência no Paddock da Pista de Motocross das Cortelha. O desenvolvimento da prova será o habitual com as motos, quads, SSV e automóveis a partirem por esta ordem para o Prologo e 1º SS. No Domingo os participantes alternam a passagem pelos Sectores Selectivos, com as Motos/Quads e SSV percorrem o 2º e 3º SS enquanto os Autos percorrem o 3º e o 2º SS.

 A Baja de Loulé é uma organização do Clube Automóvel do Algarve, sob a égide da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting e a Federação de Motocilismo de Portugal.

Da Africa Eco Race ao Dakar 2018: IVECO enfrentou as competições mais duras do mundo

Competindo em diversos continentes nos ralis mais duros do mundo, a IVECO põe à prova a performance e a fiabilidade dos seus camiões, tendo alcançado a vitória na “Africa Eco Race 2018” e posicionando-se no top-10 do “Dakar 2018”.

 Vencedor da derradeira Etapa do Dakar e proporcionando, assim, à IVECO a sua 6ª vitória em Especiais ao longo das duas semanas da competição, Ton Van Genugten ultrapassou todas as dificuldades encontradas em algumas Etapas e terminou a prova na 8ª posição. Ao volante do seu IVECO Powerstar, Artur Ardavichus foi progredindo gradualmente na classificação e chegou ao fim do rali no 4º lugar.

 Mais uma vez, a IVECO sujeitou os seus camiões aos mais exigentes testes, competindo nos ralis mais difíceis do mundo: por um lado obteve o primeiro lugar do pódio da categoria “Camiões” na “Africa Eco Race 2018”, colocando também dois veículos entre os 10 primeiros do “Dakar 2018”. Nesta edição do rali sul-americano, a IVECO – vencedora das edições de 2012 e 2016 do Dakar com Gerard de Rooy – alcançou o maior número de vitórias em Etapas. Integrando o Team PETRONAS De Rooy IVECO, Ton Van Genugten e Artur Ardavichus alcançaram, ambos, posições no top-10 final da prova.

 O holandês Van Genugten somou 3 vitórias em Etapas – incluindo a última Especial do rali – e terminou no 8º lugar. Protagonista de grande regularidade ao longo de todo o rali, o seu colega Ardavichus progrediu de forma consistente até ao 4º lugar final deste “Dakar 2018”. Este resultado sucede à sua estreia no Team PETRONAS De Rooy IVECO no “Silk Way Rally 2017”, onde também conquistou um 4º lugar final. Protagonista de uma excelente prova, com a vitória em duas Etapas e um total de 8 subidas ao pódio, Federico Villagra comandava o rali quando, infelizmente, foi forçado a abandonar a prova na penúltima Etapa.

 Pierre Lahutte, Presidente da Marca IVECO, comentou: “Mais uma vez, os veículos IVECO demonstraram claramente a sua reputação ‘off-road’ nas competições mais duras do mundo, a “Africa Eco Race 2018” e o “Dakar 2018”. Estes resultados destacam amplamente a qualidade e a fiabilidade dos veículos todo-o-terreno da IVECO, que foram uma presença constante nos primeiros lugares destes ralis, com pistas extremamente difíceis e nas condições mais exigentes que se possam imaginar. Gostaria de agradecer aos nossos pilotos e às suas equipas pela determinação demonstrada ao trazer para casa estes enormes feitos.” 

 Os resultados alcançados pelos IVECO Powerstar nos dois ralis realçaram, mais uma vez, a qualidade e a fiabilidade que está no ADN dos veículos todo-o-terreno da marca: a gama Trakker para as indústrias da construção e extracção de minérios (pedreiras), a gama ASTRA de veículos todo-o-terreno heavy-dutty, e o mais recente membro da família: o Stralis X-WAY, concebido para missões de logística de construção e serviços urbanos. Este veículo combina o lendário ADN todo-o-terreno da IVECO com as mais eficazes tecnologias da marca em termos de poupança de combustível e de segurança, proporcionando elevados níveis de produtividade em missões todo-o-terreno ligeiras, sempre com baixos Custos Totais de Propriedade (CTP/TCO).

 A participação do Team PETRONAS De Rooy IVECO nestas duas provas, bem como a obtenção destes resultados, contou com o apoio dos seus co-patrocinadores:

 - A PETRONAS Lubricants International, patrocinador principal e parceiro técnico do PETRONAS De Rooy IVECO Team, forneceu lubrificantes e fluidos funcionais para os veículos de competição e de assistência. A equipa utilizou o óleo de motor premium PETRONAS Urania, concebido com a mais moderna tecnologia de aditivos para protecção do motor, maior eficiência e performance.

- A Fassi Gru, fabricante italiano de gruas de carga que fez a sua estreia nos dois rali-raides. Líder no mercado italiano, a Fassi Gru exporta, distribui e presta assistência à sua vasta gama de gruas em todo o mundo.

- A FPT Industrial, uma marca da CNH Industrial que concebe e produz motores para estrada e todo-o-terreno, motores marítimos e motores para geradores, bem como eixos e transmissões, é o patrocinador técnico da Equipa.

 - A Sparco, que concebe e comercializa, em todo o mundo, vestuário e calçado de segurança para automobilismo e motociclismo, forneceu todo o vestuário e acessórios de segurança dos pilotos da equipa.

 Dakar 2018 - Classificação Geral (Camiões):

 1. Eduard Nikolaev (Kamaz) 54h57m37s
2. Siarhei Viazovich (Maz) +3h57m17s
3. Airat Mardeev (Kamaz) +5h22m34s
4. ARTUR ARDAVICHUS (IVECO) +6h38m22s
5. Martin Macik (Liaz) +7h58m45s
… 8. TON VAN GENUGTEN (IVECO) +9h24m54s